segunda-feira, 29 de junho de 2009

ANIMAIS


(Benvinda. Rio de Janeiro)


Como o ser humano se considera maior e melhor do que os outros animais, não consegue raciocinar com clareza a respeito do que acontece com estes últimos.

É portanto, uma questão inusitada quando uma professora de Cognição Animal, de Harvard, Estados Unidos, resolve abandonar empregos para se devotar inteiramente a explorar os limites da inteligência do seu papagaio.

Foi o que aconteceu quando a professora Irene Pepperberg comprou a ave, há 31 anos e é o que ela relata no seu livro "Alex e eu", em que conta as façanhas do seu papagaio, ave que chegou a ganhar um obtuário na revista The Economist.
No entanto, se prestarmosa atenção no que diz a Bíblia, no livro de Isaías e também Salomão no livro de Eclesiastes, talvez possamos entender um pouco mais esses nossos irmãos, como a eles se referia São Francisco de Assis.

Nenhum comentário: