quarta-feira, 4 de novembro de 2009

SINDICATOS

A revista Veja de 04 de novembro de 2009 publica a carta de um leitor que se expressa assim: "Veja poderia também colaborar com os trabalhadores na reportagem, ("Pra quebrar tudo é mais caro" - revista de 28 de outubro), esclarecendo ainda dois aspectos: 1) Artigo 8º, inciso V da Constituição: Ninguém será obrigado a filiar-se ou a manter-se filiado a sindicato"; 2) A contribuição anual obrigatória do equivalente a um dia de trabalho não deveria ser assim, pois, de acordo com o artigo 579 e seguintes da CLT, a contribuição prevista é bem menor do que o salário de um dia de trabalho exigido pelas entidades sindicais". Carlos Effori, de Brasília.
Aproveito a oportunidade para perguntar porque alguns sindicatos cobram de empregados não sindicalizados uma prestação pecuniária quando da convenção coletiva de trabalho, se é atribuição deles lutarem pelos empregados e já recebem a contribuição anual dos sindicalizados.


Em relação a esta última questão publico carta de servidor da ECT dirigida ao Sindicato, bem como da ADCAP (Associação dos Profissionais daquela instituição) sobre o mesmo tema.


caros ecetistas,

como é sabido por todos, temos de hj até o dia 12, segundo a cláusula 20 do acordo trabalhista 2009-2011, para nos manifestarmos contra o desconto assistenical.

ocorre que hj pela manha em nosso departamento todos fizeram e assinaram, individualmente, seus manifestos contrários ao desconto e um de nós se dispos a ir entregá-los, mas o pessoal do sindicato não quis receber, alegando q cada um tem q entregar o seu. (onde isto está escrito no acordo? na cláusula 20 não é!)

agora me digam, se não sou sindicalizado, por motivos óbvios já q não sou carteiro, pq tenho q manter relações documentais com o sindicato? não teria q entregar esse documento a minha area de pessoal e esta repassar cópia ou relatório ou seja lá o q for para prestar contas ao sindicato de quem não quer ser descontado?

mas no acordo diz q tem q ser indiviual e entregue ao sindicato via postal registrada ou na sede do sindicato, não diz q tem q ser pessoalmente. então pode ser um preposto, até motoboy se me interessar.

acho um desrespeito para comigo e com todos os ecetistas mais esta imposição do sindicato de ter q ir lá pessoalmente entregar esse documento e tb um grande desrespeito da empresa para com seus empregados em aceitar tal disparate, pois contatei o DIGEP e a CPRT (comissão permanente de relações do trabalho) e não consegui nada positivo com eles, me passando até a sensação de receio de enfrentar o sindicato.

qtos acordos serão feitos com essa cláusula mal redigida?
qtos acordos serão necessários para q os representantes da empresa evitem o mal estar de seus funcionários não-sindicalizados de ter q ir até a sede do sindicato, serem mal recebidos, ter q se ausentar do trabalho, encarar fila pra entregar um documento q deveria ser entregue em sua própria área de pessoal?

já não basta a frustração de um acordo com o qual não concordo, feito por quem não me representa?


att,

Hélio Amaral


Abaixo Carta Aberta da ADCAP ao SINDICATO

Clique sobre a carta para vê-la em tamanho maior

Nenhum comentário: