quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Base de dados da FAO mostra disparidade de gênero no acesso à terra

Data: 17/02/2010

Fonte:
Julia Borba, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, afirmou que a desigualdade entre homens e mulheres no acesso à terra é um dos principais obstáculos ao desenvolvimento rural.

A informação foi divulgada nesta quarta-feira com o lançamento do novo banco de dados da agência da ONU, chamado 'Gênero e Direito à Terra'.

A recém-lançada ferramenta abrange as leis nacionais, o direito de propriedade, herança, tratados e convenções internacionais.

Segundo a FAO o levantamento realizado em 78 países teve a colaboração de universidades, organizações da sociedade civil e estatísticas governamentais.

O objetivo é permitir que tomadores de decisão possam ter mais uma fonte de informação sobre os fatores relevantes que afetam a igualdade de direitos.

A responsável pela pesquisa, Zoraida Garcia, ressaltou que os dados permitem fazer comparações e ajudar em decisões estratégicas.

A FAO também indica que, na maior parte do mundo, as mulheres tem menor acesso à renda da produção agrícola, apesar de desempenharem papel fundamental na produção de alimentos e no cuidado da família.

Outro resultado mostra as falhas entre os direitos formais dos países e a vida prática da população rural, com conflitos ou práticas tradicionais que direcionam títulos de propriedade para os homens.

Nenhum comentário: