quinta-feira, 13 de maio de 2010

Coronel cearense participa de reconstrução do Haiti

08/05/10

No CETV deste sábado (08), uma história de heroísmo, a do tenente coronel Adriano. 30 anos de serviço, tempo suficiente para ir para a reserva, mas ele aceitou uma missão difícil: integrar a missão brasileira de paz da Organização das Nações Unidas (ONU), no Haiti.
Ele chegou um dia antes do terremoto de 12 de janeiro, na hora do tremor estava dentro de um quartel general que desabou, ficou soterrado mas conseguiu sair dos escombros com vida. No prédio onde estava morreram 101 missionários, apenas seis pessoas sobreviveram.
O militar começou o trabalho no resgate de companheiros e de haitianos e logo depois na ajuda na distribuição de alimentos, água, roupas, cobertores e barracas.
Em Fortaleza a família do militar cearense passou por momentos de desespero até a chegada das primeiras notícias. Depois de ter sobrevivido e passado quatro meses no Haiti, a missão do militar cearense ainda não terminou. Os dias em Fortaleza são apenas uma pequena folga. O coronel já se prepara para retornar ao País.

Nenhum comentário: