quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

LIMITES DO CRESCIMENTO - 2

Nunca as grandes questões do desenvolvimento estiveram tão intimamente ligadas ao futuro da humanidade e à discussão de seus valores mais profundos. Ao mesmo tempo em que se encontram terapias e remédios cada vez mais sofisticados, nunca antes estivemos tão ameaçados por mudanças drásticas nas condições de vida no planeta, a exemplo das mudanças climáticas.
Hoje somos obrigados a nos perguntar se poderá haver cada vez mais progresso econômico e social com os atuais padrões de produção e consumo, ou se ele acabará por colocar em risco a nossa sobrevivência, pelo uso inadequado dos nossos limitados recursos naturais. Habitamos um planeta frágil, que vem sendo gradativamente destruído por várias gerações sedentas por conforto, segurança, dinheiro e consumo. Desenvolvimento Sustentável significa atender às necessidades atuais sem comprometer as das gerações futuras. Dois conceitos devem então ser destacados: necessidades e limites. Necessidades de produção, de consumo e de segurança e limites ambientais, tecnológicos e sociais. Para que haja desenvolvimento sustentável é necessário:
  • um sistema político que permita a participação de todos no processo decisório;
  • um sistema econômico capaz de gerar produção constante, confiável e sustentável;
  • um sistema social capaz de conter tensões geradas por um desenvolvimento desigual;
  • um sistema internacional que permita trocas comerciais e tecnológicas de forma mais justa.
E, nós teremos que resolver as seguintes questões:
  • Como reverter séculos de destruição ambiental?
  • Como manter a economia com altos índices de produção de maneira sustentável?
  • Será possível adotar políticas públicas que permitam um desenvolvimento sem qualquer dano ao planeta?
  • Conseguiremos manter acordos internacionais de utilização conjunta de recursos, quando não respeitamos dieitos civis básicos, internacionais e nacionais?

Nenhum comentário: