segunda-feira, 12 de setembro de 2011

PARA MEU FILHO






Seu futuro será pleno de amplos desafios e objetivos inspiradores; será um bom futuro, um futuro de boas pessoas. Estou confiante nisso, profundamente confiante, a despeito do fato de que vivemos uma época de visão _ nenhum sonho de mundo melhor e nenhuma imagem em minha mente de uma nova ordem dinâmica ou tecnologia transcendentes. O futuro não será cheio de realizações de promessas e sonhos, mas terá algo melhor: surpresas.
Em vez de sermos confiantes em nossos planos, podemos ser confiantes em nós mesmos. O que significa ser confiante em você mesmo? Em parte significa acreditar em sua própria habilidade de assumir uma visão a longo prazo e agir de acordo com essa visão. Significa saber que você está preparado para qualquer coisa _ que tem espaço suficiente para manobras, não importa o que aconteça, que você pode fazer escolhas significativas e não terá de ser um prisioneiro das circunstâncias.
No mundo cada vez mais populoso no qual você viverá, ter a possibilidade de fazer escolhas significativas irá depender de outras pessoas. Você não será capaz de escapar para uma fronteira, não existirá mais nenhuma. Espero que você aprenda a ver as pessoas pelo que elas são, sem ilusões, mas isso não significa desistir delas.
Você pode presumir confiantemente que mais e mais pessoas no mundo irão agir baseadas na visão a longo prazo; não todos, mas o suficiente para preservar e melhorar a vida. Acho que o mundo mudou o suficiente para isso. Mais e mais pessoas, quer pensem ou não estar no controle de suas vidas, sentem que suas ações têm mais consequências. Sentem-se mais interligados com a comunidade global. Assim elas estão aprendendo a olhar o futuro do mundo e umas às outras também. As pessoas que entram nesse processo se tornam menos perigosas; começam a levar em conta o interesse de todos.
Enquanto você crescer, vai usar muitas ferramentas para pensar à frente. Elas vão incluir planejamento por cenários e provavelmente simulações em computador de futuros possíveis, que você "visitará" por intermédio de instalações de realidade virtual. Porém a ferramenta mais importante para enxergar à frente é a qualidade da mente.
(Trecho de carta aberta de Peter Schartz a seu filho recém nascido em 1990, encontrado no livro A arte da visão de longo prazo)

Nenhum comentário: