quinta-feira, 24 de março de 2011

EMPREGO PARA COORDENADOR DE LOGÍSTICA

Grupo Santa Helena contrata:
Vaga: Coordenador de Logistica
Remuneração: 2.200,00
Formação: superior completo ou em término em Administração ou Logistica
Experiencia minima de 2 anos em atividades com transporte,compras e estoque.
Beneficios: VT+VA+saude+ odontologico
Encaminhar cv para bethania.ananias@gruposh.com.br até dia 25/03

terça-feira, 22 de março de 2011

SELEÇÃO PARA A FUNÇÃO DE ASSISTENTE SOCIAL

Informo que o Centro Social Comunitário Tia Angelina está divulgando para seleção de 01 vaga para a função de Assistente Social com experiência em Sócio Educativo em meio aberto.

Favor encaminhar o currículo para o e-mail:crechetiangelina@yahoo.com.br. Qualquer informação entrar em contato no telefone: 3468-2838 com Nair Queiroz ou Ana Paula Dutra

domingo, 20 de março de 2011

GO HOME BARAK OBAMA

O presidente Barak Obama aproveitou a vinda ao Brasil para falar contra a Líbia. Está certo que devemos ser contra a Ditadura em qualquer lugar em que ela se manifeste, mas utilizar a tribuna de um outro país é simplesmente deplorável. Discurso apelativo, como se os brasileiros fossem uns ignorantes e que se pudesse comprar com espelhinhos como eles, os americanos já fizeram muito no passado, com os indios. O tempo muda os países e as pessoas Obama. Nós não estamos interessados em suas reminiscências emocionais. "Eu nunca imaginei que esse país fosse bem mais bonito do que aparecia no filme". O discurso tem que ser outro Obama.Espero que os seus assessores o digam a você.
Um homem tão elegante, com um discurso são intempestivo. A que povo brasileiro você se dirigiu? Devia ter lido alguns jornais,antes de vir para o Brasil.
Todos sabemos que o senhor veio ao Brasil porque não está nada bem na fita, no mundo. Então acho que o tiro saiu pela culatra. Ficou pior. Talvez tivesse sido melhor deixar a primeira dama falar, talvez ela, com a sensibilidade feminina, entendesse qual a melhor maneira de se dirigir ao brasileiro.

sexta-feira, 18 de março de 2011

A ALMA NO MUNDO

Quando você conseguir superar graves problemas de relacionamentos, não se detenha na lembrança dos momentos difíceis, mas na alegria de haver atravessado mais essa prova em sua vida. Quando sair de um longo tratamento de saúde, não pense no sofrimento que foi necessário enfrentar, mas na benção de Deus que permitiu a cura.
(Chico Xavier)

quinta-feira, 17 de março de 2011

CARNAVAL MOSTRA HISTÓRIAS DE SUPERAÇÃO


Foto:Incêndio na Cidade do Samba RJ
Foto tirada de Niterói, por um colega do BC

Eu gosto de ver as histórias contadas na avenida. No Rio, a Grande Rio desfilou inclusive formando a palavra Superação, depois de ter quase todas as suas alegorias destruídas por um incêndio há 23 dias do desfile.
Em São Paulo, a Vaivai se apresenta na avenida com a história de João Carlos Martins, um pianista que virou maestro após sofrer de LER e não poder mais tocar piano. São história dessa natureza que fazem o brasileiro um povo diferente, um povo feliz.
Foto: Maestro João Carlos Martins

quarta-feira, 16 de março de 2011

III CONFERÊNCIA NACIONAL DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES

Presidência da República
Casa Civil
Subchefia para Assuntos Jurídicos

DECRETO DE 15 DE MARÇO DE 2011

Convoca a III Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres.


A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso VI, alínea “a”, da Constituição,

DECRETA:

Art. 1o Fica convocada a III Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres, a ser realizada na cidade de Brasília, Distrito Federal, no período de 12 a 14 de dezembro de 2011, sob a coordenação conjunta da Secretaria de Políticas para as Mulheres, da Presidência da República e do Conselho Nacional dos Direitos da Mulher, com o objetivo de discutir e elaborar propostas de políticas que contemplem a construção da igualdade de gênero, na perspectiva do fortalecimento da autonomia econômica, social, cultural e política das mulheres, e contribuam para a erradicação da pobreza extrema e para o exercício pleno da cidadania pelas mulheres brasileiras.

Art. 2o A III Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres adotará o seguinte temário:

I - análise da realidade nacional social, econômica, política, cultural e dos desafios para a construção da igualdade de gênero; e

II - avaliação e aprimoramento das ações e políticas que integram o II Plano Nacional de Políticas para as Mulheres e definição de prioridades.

Art. 3o A III Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres será presidida pela Ministra de Estado Chefe da Secretaria de Políticas para as Mulheres, da Presidência da República e, em sua ausência ou impedimento, por sua Secretária-Adjunta.

Art. 4o A titular da Secretaria de Políticas para Mulheres, da Presidência da República expedirá, mediante portaria, o regimento interno da III Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres, dispondo sobre a organização, o funcionamento e o procedimento a ser adotado para a escolha de seus delegados.

Art. 5o As despesas com a organização e realização da III Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres correrão à conta das dotações orçamentárias da Secretaria de Políticas para as Mulheres, da Presidência da República.

Art. 6o Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 15 de março de 2011; 190o da Independência e 123o da República.

DILMA ROUSSEFF

terça-feira, 15 de março de 2011

Japão se prepara para possível catástrofe radioativa

Fonte: Reuters (15/03/2011)


TÓQUIO (Reuters) - O Japão enfrenta na terça-feira a possibilidade de uma catástrofe, após a explosão de uma usina nuclear que havia sido atingida por um terremoto e agora liberou uma nuvem de baixa radiação que segue na direção de Tóquio. Algumas pessoas já fugiram da capital, e outras estão estocando mantimentos.

O primeiro-ministro Naoto Kan pediu que as pessoas não saiam de casa num raio de 30 quilômetros em torno da usina - área onde vivem 140 mil moradores. Essa é a mais grave crise nuclear no planeta desde o acidente na usina de Chernobil, na Ucrânia, em 1986.

Cerca de oito horas após as explosões, a Organização Meteorológica Mundial disse que os ventos estavam dispersando o material radiativo sobre o oceano Pacífico, longe do Japão e de outros países asiáticos. Mas a agência meteorológica da ONU acrescentou que as condições meteorológicas podem mudar.

O acidente nuclear - causado por um terremoto e por um subsequente tsunami, na sexta-feira - agrava as preocupações com o impacto econômico das sucessivas tragédias. As ações de empresas japonesas chegaram a cair até 14 por cento, mas fecharam a terça-feira em baixa de 9,5 por cento.

Na véspera, a queda já havia sido de 7,5 por cento, e os dois dias de quedas representam a retirada de 620 bilhões de dólares do mercado.

Os níveis de radiação na cidade de Maebashi, 100 quilômetros a norte de Tóquio, e na província de Chiba, perto da cidade, são até dez vezes superiores aos níveis normais, segundo a agência de notícias Kyodo.

Na capital são registrados apenas níveis mínimos, que segundo as autoridades municipais até agora "não são um problema".

Em um sombrio pronunciamento à nação, Kan disse que "a possibilidade de vazamento radioativo ainda está aumentando". "Estamos fazendo todos os esforços para evitar que o vazamento se propague. Sei que as pessoas estão muito preocupadas, mas eu gostaria de pedir que ajam com calma."

Dois reatores da usina Fukushima Daiichi registraram explosões na terça-feira, após vários dias de esforços frenéticos para resfriá-los. A agência Kyodo disse que a piscina de resfriamento de combustível nuclear no reator número 4 pode estar fervendo, o que sugere que a crise está longe de terminar na central nuclear, que fica 240 quilômetros ao norte de Tóquio.

Níveis de 400 milisieverts por hora foram registrados perto do reator número 4, segundo o governo. A exposição a mais de 100 milisieverts por ano já pode levar ao câncer, segundo a Associação Nuclear Mundial. O governo disse mais tarde que os níveis de radiação em torno do complexo tinham despencado.

A empresa que opera a usina retirou 750 trabalhadores do local, restando apenas 50, e o sobrevoo de aeronaves foi proibido num raio de 30 quilômetros em torno da usina.

"O material radioativo chegará a Tóquio, mas não é prejudicial ao corpo humano, porque ele será dissipado no momento em que chegar a Tóquio", disse Koji Yamazaki, professor de ciências ambientais na Universidade de Hokkaido.

"Se o vento ficar mais forte, isso significa que o material voará mais rápido, mas será ainda mais dispersado no ar."

Apesar dos pedidos de calma, os moradores correram para se abastecer no comércio de Tóquio. A Dom Quixote, loja de departamentos que funciona 24 horas por dia, no bairro de Roppongi, esgotou seu estoque de rádios, lanternas, velas e sacos de dormir.

Num sinal de receio com a radiação, a China disse que vai retirar seus cidadãos das áreas mais afetadas, mas que não detectou nenhum nível anormal de radiação em seu território. A Air China decidiu cancelar voos para Tóquio.

Várias embaixadas aconselharam seus funcionários e cidadãos a abandonarem as zonas afetadas. Turistas abreviaram suas férias, e empresas multinacionais orientaram seu pessoal a partir, ou cogitam se transferir para fora de Tóquio.

segunda-feira, 14 de março de 2011

SÁBADO, 12/03, FOI DIA DO BIBLIOTECÁRIO

O Dia do Bibliotecário foi instituído em 1980, por meio do Decreto nº 84.631, com a finalidade de homenagear os profissionais que atuam nessa área. A data foi escolhida para homenagear o nascimento do bibliotecário, escritor e poeta Manuel Bastos Tigre, primeiro bibliotecário concursado do Brasil.

Presto homenagem a minha amiga e ex-colega de trabalho, Almira, neste dia.

Leiam seu blog

REPRESENTANTE DE EMPREGADO

Amigos,
Esta é uma página de direito, pois não?
Portanto, posso publicar uma portaria do Ministério do Planejamento, na íntegra.
Dito isto, me desculpem os blogueiros que acham que as mensagens no blog, tem que ser curtas.
Mas existe uma página inteira no livro O Pequeno Príncipe, de Exupery, com o desenho de um único baobá. E o autor ao se desculpar por isso, diz: esse assunto é urgente, por isso eu fiz um desenho diferente dos outros.
O meu blog é um quebra-cabeças de montar, talvez alguns entendam, outros não, mas ele é um sistema. É necessário um pouco de paciência para juntar as peças, como na vida.
Hoje estou publicando um assunto urgente. É a participação dos empregados, ou de um empregado, representando a classe, no conselho de administração das empresas públicas ou sociedades de economia mista, com mais de 200 empregados.
Então está aí o baobá...

GABINETE DA MINISTRA
PORTARIA No- 26, DE 11 DE MARÇO DE 2011.
A MINISTRA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, parágrafo único, inciso II, da Constituição e art. 7º da Lei nº.12.353, de 28 de dezembro de 2010, e tendo em vista o inciso IX do art. 1º do Anexo I do Decreto nº 7.063, de 13 de janeiro de 2010, resolve:
Art. 1º A participação de representante dos empregados nos conselhos de administração das empresas públicas e sociedades de economia mista, suas subsidiárias e controladas e demais empresas em que a União, direta ou indiretamente, detenha a maioria do capital social com direito a voto, obedecerá às disposições desta Portaria.
Parágrafo único. O disposto nesta Portaria não se aplica às empresas que tenham um número inferior a duzentos empregados próprios.
Art. 2º Os estatutos das empresas públicas e sociedades de economia mista de que trata esta Portaria deverão prever a participação de representante dos empregados nos seus conselhos de administração.
§ 1º Nos casos em que o estatuto ou contrato social já preveja a participação de representante dos empregados no conselho de administração, fica mantida a atual composição, observados os demais dispositivos desta Portaria.
§ 2º Nos casos em que o estatuto ou contrato social não preveja a participação de representante dos empregados no conselho de administração, uma das vagas cuja indicação caiba ao sócio controlador será destinada ao representante dos empregados.
§ 3º Em qualquer caso, será assegurado ao sócio controlador o direito de eleger a maioria dos membros do conselho de administração.
§ 4º Caso o disposto no § 2º deste artigo implique a perda de maioria pelo sócio controlador, o Ministério supervisor solicitará ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão o acréscimo de vaga no conselho de administração.
Art. 3º O conselheiro representante dos empregados estará sujeito a todos os critérios e exigências para o cargo de conselheiro de administração, previstos em lei e no estatuto ou contrato social da respectiva empresa.
Art. 4º Observar-se-á, quanto aos direitos e deveres dos membros dos conselhos de que trata esta Portaria e ao respectivo funcionamento, o disposto na Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, e no respectivo estatuto ou contrato social.
Art. 5º O empregado designado como representante dos empregados no conselho de administração não poderá ser dispensado sem justa causa, desde o registro de sua candidatura até um ano após o fim de sua gestão.
Parágrafo único. Observado o disposto no caput, perderá automaticamente a condição de conselheiro de administração o representante dos empregados cujo contrato de trabalho seja rescindido durante o prazo de gestão.
Art. 6º O prazo de gestão do representante dos empregados no conselho de administração será o previsto no estatuto ou contrato social da empresa estatal, sendo permitida uma reeleição.
Art. 7º Caso o conselheiro de administração representante dos empregados e o respectivo suplente não completem o prazo de gestão, serão observadas as seguintes regras:
I - assumirá o segundo colocado mais votado, se não houver transcorrido mais da metade do prazo de gestão; ou
II - serão convocadas novas eleições, se houver transcorrido mais da metade do prazo de gestão.
§ 1º Na hipótese de que trata o inciso I do caput, o conselheiro substituto completará o prazo de gestão do conselheiro substituído.
§ 2º Na hipótese de que trata o inciso II do caput, o conselheiro eleito cumprirá a totalidade do prazo de gestão previsto no estatuto ou contrato social da empresa.
Art. 8º Sem prejuízo da vedação aos administradores de intervirem em qualquer operação social em que tenha interesse conflitante com o da empresa, o conselheiro de administração representante dos empregados não participará das discussões e deliberações sobre assuntos que envolvam relações sindicais, remuneração, benefícios e vantagens, inclusive matérias de previdência complementar e assistenciais, hipóteses em que fica configurado o conflito de interesse.
§ 1º Nas matérias em que fique configurado conflito de interesses do conselheiro de administração representante dos empregados, nos termos do disposto no caput, a deliberação ocorrerá em reunião especial exclusivamente convocada para essa finalidade, da qual não participará o referido conselheiro.
§ 2º Será assegurado ao representante dos empregados no conselho de administração, no prazo de até trinta dias, o acesso à ata de reunião e aos documentos anexos referentes às deliberações tomadas na reunião especial de que trata o § 1º deste artigo.
Art. 9º A eleição do representante dos empregados no conselho de administração das empresas de que trata o art. 1º desta Portaria será organizada por comissão eleitoral designada pelo Diretor- Presidente da empresa.
Art. 10. A comissão eleitoral será composta por representantes da empresa e das entidades sindicais com representação entre seus empregados, de forma paritária.
Parágrafo único. A comissão eleitoral será presidida por um dos representantes da empresa.
Art. 11. A comissão eleitoral funcionará com a presença da maioria de seus membros e deliberará pelo voto da maioria dos presentes.
Art. 12. Compete à comissão eleitoral:
I - estabelecer o calendário eleitoral;
II - deferir ou indeferir as inscrições de candidatos, divulgando aos empregados a lista dos nomes daqueles considerados aptos a concorrer na eleição;
III - divulgar a listagem dos eleitores;
IV - coordenar e supervisionar todo o processo eleitoral durante seu curso;
V - apreciar impugnações e recursos porventura interpostos;
VI - tornar públicos os resultados; e
VII - resolver possíveis casos omissos.
Art. 13. São eleitores todos os empregados ativos da empresa estatal na data da instalação da comissão eleitoral.
§ 1º Só poderão concorrer os empregados que atendam aos requisitos do caput e que cumpram os requisitos para ocupar o cargo de conselheiro de administração, conforme dispuser a lei, os regulamentos e o estatuto ou contrato social da empresa.
§ 2º Não poderá concorrer o empregado que seja ascendente, descendente, parente colateral ou afim, até o terceiro grau, cônjuge, companheiro ou sócio de qualquer dos membros da diretoria, do conselho de administração ou do conselho fiscal.
§ 3º A unidade de recursos humanos emitirá a listagem dos empregados ativos na data da instalação da comissão eleitoral.
Art. 14. Cada candidato a representante dos empregados no conselho de administração deverá ter um suplente.
§ 1º O candidato a conselheiro titular comporá chapa juntamente com o respectivo candidato a suplente.
§ 2º O suplente deverá atender a todos os requisitos para ser representante dos empregados no conselheiro de administração.
§ 3º O suplente substituirá o titular em suas ausências e impedimentos, ressalvado o disposto no art. 8º.
§ 4º Caso o conselheiro titular não complete o prazo de gestão, o suplente assumirá a vaga até o término do prazo de gestão.
Art. 15. A votação será realizada de forma direta, secreta, preferencialmente por meio eletrônico.
Art. 16. A comissão eleitoral contabilizará os votos válidos, lavrando-se ata dos trabalhos de apuração.
Art. 17. Será considerado eleito o candidato que obtiver maioria absoluta dos votos, não computados os votos em branco e os nulos.
§ 1º Se nenhum candidato alcançar maioria absoluta na primeira votação far-se-á nova votação em até trinta dias, para a qual concorrerão os dois candidatos mais votados, sendo considerado eleito o que obtiver a maioria dos votos válidos.
§ 2º Se dois candidatos obtiverem o mesmo número de votos, serão observados os seguintes critérios de desempate, nesta ordem:
I - o maior tempo de serviço na empresa; e
II - a maior idade.
Art. 18. Finda a eleição, o Diretor-Presidente da empresa proclamará o candidato vencedor, e comunicará o resultado ao sócio controlador, para adoção das providências necessárias à designação do representante dos empregados no conselho de administração.
§ 1º No caso de empresas controladas diretamente pela União, a comunicação de que trata o caput será realizada através do ministério supervisor.
§ 2º A comunicação de que trata o caput também deverá ocorrer no caso de substituição do conselheiro antes de encerrado o prazo de gestão, observado o disposto no art. 7º desta Portaria.
Art. 19. As empresas de que trata o art. 1º desta Portaria deverão adequar seus estatutos ou contratos sociais ao disposto na Lei nº 12.353, de 2010, e nesta Portaria, no prazo de cento e oitenta dias, contados da publicação desta Portaria.
Art. 20. As normas desta Portaria que não decorram de disposição legal ou de decreto do Presidente da República poderão ser excepcionadas por ato da Ministra de Estado do Planejamento,
Orçamento e Gestão, mediante solicitação fundamentada encaminhada pelo Ministério supervisor da empresa estatal.
Art. 21. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.
MIRIAM BELCHIOR

quinta-feira, 10 de março de 2011

BEIJA FLOR ENCANTA NA AVENIDA E GANHA O 1º LUGAR


No meio de tanta beleza e criatividade do carnaval carioca, o amor ganhou o primeiro lugar.
O samba, em homenagem ao cantor, Roberto Carlos, foi composto pelo filho do Neguinho da Beija Flor, puxador de samba da escola.
Tanto amor, tanta poesia, marcaram ponto na Sapucaí. Explode coração. A Hebe Camargo, apaixonada declarada pelo Roberto Carlos, esteve presente no desfile.
A entrada da Beija Flor na Sapucaí veio carregada de emoção, de magia, de poesia, e mostrou que ainda há esperança para a humanidade pois o homem ainda se emociona e expressa essa emoção quando canta:
"Meu Beija Flor, chegou a hora, de botar pra fora essa felicidade, da alegria de falar do rei..."
Parabéns mais uma vez Beija Flor de Nilópolis, Parabéns Neguinho da Beija Flor, Parabéns Roberto Carlos, cantor das multidões. Eu também te amo.

sexta-feira, 4 de março de 2011

The day message

BOTH POLITICIANS AND NAPPIES NEED TO BE CHANGED
OFTEN AND FOR THE SAME REASON!

FAMÍLIA METRALHA

Fonte: Isto é Reportagem de:Hugo Marques

Com 71 anos de idade, o prefeito de Barra do Corda (MA), Manoel Mariano de Sousa, o Nenzim, até hoje não aprendeu a separar o público do privado. Eleito pelo Partido Verde, ele é acusado pela Polícia Federal de liderar uma quadrilha que desviou pelo menos R$ 50 milhões dos cofres públicos, em dois mandatos. A quadrilha de Nenzim tem um perfil familiar. Ele foi ajudado pela esposa, Francisca Teles de Sousa, a Santinha, e por três filhos que teriam participado das falcatruas com um bando de laranjas. No início de fevereiro, Nenzim e Santinha tiveram de fugir para não serem presos. Seus advogados conseguiram, porém, um habeas corpus no STJ que os mantêm soltos até hoje. A Polícia Federal apreendeu com o grupo um avião, um helicóptero, vários carros (Pajero, Hilux e Honda CRV), joias e relógios Rolex. “O crime principal é o de lavagem de dinheiro”, disse o superintendente em exercício da PF no Maranhão, Eugênio Ricas. “O prefeito não tem como explicar a evolução patrimonial gigantesca em tão pouco tempo.”
Um dos filhos de Nenzim investigados por pertencer à quadrilha é o secretário de Finanças do município, Pedro Alberto Teles de Sousa. Ele chegou a ser preso com sua irmã, Sandra Maria, mas ambos acabaram libertados por força de uma liminar do STJ. O terceiro filho acusado é o deputado estadual Rigo Teles (PV). Embora declare que só tem o mandato de deputado como ocupação, Rigo aumentou seu patrimônio declarado em 154%, passando de R$ 2,2 milhões em 2006 para R$ 5,6 milhões em 2010. No grupo de apoio, segundo a PF, ainda despontam, entre meia dúzia de laranjas, a nora e o genro de Nenzim, que teriam emprestado seus nomes para negócios escusos. Para lavar o dinheiro desviado, o prefeito fazia saques em espécie na conta da própria prefeitura. Esses saques começaram a ser feitos em 2003 e envolviam quantias entre R$ 100 mil e R$ 150 mil.
Na conta conjunta de Nenzim e Santinha foram movimentados R$ 5,9 milhões, de 2003 a 2007. Entre 2008 e 2009, houve saque de R$ 6,7 milhões. Pela conta de uma microempresa em nome de Santinha e da filha circularam R$ 17,4 milhões entre 2008 e 2010. Há grandes cifras transitando também pelas contas do Partido Verde no município. Para os delegados, a maior prova de que Nenzim desviou dinheiro está nos cartórios da cidade. Um levantamento inicial enumerou 100 imóveis no nome do prefeito, embora na declaração apresentada ao TSE só estejam incluídos cinco imóveis.
Um dos aviões apreendidos pela PF, um bimotor EMB810-C, estava registrado no nome de Moacir Mariano Silva, apontado como laranja. Silva mora numa casa de taipa, mas, com renda mensal de R$ 1,2 mil, emprestou sua conta bancária para Pedro Teles movimentar R$ 4,5 milhões em 2008 e 2009, segundo relatório do Coaf. O deputado Rigo Teles assumiu ser proprietário do avião, mas a aeronave não aparece em sua gorda declaração de bens. Já o helicóptero apreendido estaria em nome de uma enfermeira que é sobrinha do deputado Rigo Teles. O prefeito já havia sido condenado no ano passado a devolver R$ 1,6 milhão aos cofres públicos e pagar multa de R$ 70 mil, em quatro processos do TCU, por irregularidades em obras públicas no pobre município de Barra do Corda.

A ROSA DE BACABAL


Quarta-feira, 2 de março de 2011
SEMANA DEDICADA A MULHER
Homenagem à Rosário Pinto - Cadeira nº18 da ABLC-Patrono José Bernada da Silva
*
Rosário rosa do agreste,
Nascida lá no sertão
Na cidade de Bacabal
Que fica no Maranhão.
Teve também como sina
Sair ainda menina
Do seu amado rincão.
*
Foi no Rio de Janeiro,
Que ela desabrochou,
Mas longe de sua família
De tristeza até chorou.
Porém foi tocando a vida,
Por vontade ou seduzida
Por aqui se acostumou.
*
Rosário rosa do agreste
Hoje já sabe o que quer.
Não é mais uma menina
Mas vitoriosa mulher
Que sempre foi resoluta
Venceu sem fugir à luta
Um minutinho sequer.
*
Texto: Dalinha Catunda
Foto: Maria Rosário
Visite: www.cantinhodadalinha.blogspot.com

quinta-feira, 3 de março de 2011

PARA FACILITAR SUA DECLARAÇÃO DE IR

Codeplan seleciona profissionais

A Diretoria de Gestão de Informações da Companhia de Planejamento do Distrito Federal - Codeplan está recrutando profissionais qualificados nas áreas abaixo, mediante processo seletivo simplificado, para reforço de sua equipe técnica.

Os perfis de interesse são:
- Economista, Geógrafo, Sociólogo, Cientista Político e Engenheiro Florestal com experiência nas áreas de pesquisas socioeconômicas, planejamento territorial e análise social e ambiental;
- Estatístico com experiência em amostragem e modelagem de base de dados;
- Demógrafo com experiência em projeção de população e análise da dinâmica demográfica;
- Programador de TI com experiência em programação de sistemas WEB.

Os candidatos às vagas deverão pertencer, obrigatoriamente, aos quadros de pessoal do Governo do Distrito Federal ou Federal, uma vez que ocuparão cargos comissionados, mediante requisição.
Os currículos serão analisados pela equipe técnica da Companhia e os candidatos pré-selecionados passarão por entrevistas e avaliação de conhecimento técnico e capacidade analítica.
Se você tem interesse em fazer parte de nossa equipe e enquadra-se em uma das áreas acima, encaminhe seu currículo para o endereço eletrônico recrutamento@codeplan.df.gov.br ou através de correspondência para o seguinte endereço:

DIRETORIA DE GESTÃO DE INFORMAÇÕES
SAIN PROJEÇÃO H EDIFÍCIO SEDE CODEPLAN
CEP 70620-000
BRASÍLIA – DF
TEL (61) 3342-2218

quarta-feira, 2 de março de 2011

Segundo cientista, existe Mata Atlântica no Piauí

Fonte:Site 180 graus
A polêmica sobre a existência de Mata Atlântica no Piauí ganhou um forte reforço com a divulgação de uma entrevista com a arqueóloga Niéde Guidon, que confirma textualmente a presença da floresta tropical no interior do estado. A constatação é fruto das pesquisas de sua equipe que durante quatro décadas estudou profundamente as características naturais da região da Serra da Capivara, realizando inclusive um inventário da flora.
Em uma ampla entrevista veiculada por uma emissora de televisão de Teresina, Niéde Guidon explicou a ocorrência dessa formação vegetal e foi além, afirmando que o Piauí abriga não apenas elementos da Mata Atlântica como também da floresta amazônica. E para provar isso, ela indicou um biólogo de sua equipe que foi ao campo mostrar aos repórteres algumas espécies da Mata Atlântica em plena caatinga. Os estudos que comprovam a Mata Atlântica no Piauí foram coordenados pela botânica francesa Laure Emperaire.
Para os ambientalistas, a entrevista de Niéde Guidon, derruba a estratégia do secretário de Meio Ambiente do Piauí, Dalton Macambira, que vem realizando uma forte campanha para convencer a população piauiense de que não existe Mata Atlântica no estado. Dalton vai além e afirma que já pediu ao IBGE para retirar o Piauí do mapa da Mata Atlântica, como se isso fosse uma decisão meramente política.
Segundo o biólogo Francisco Soares, do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) e da Fundação Rio Parnaíba (FURPA), Dalton Macambira, está preocupado mesmo é com a aplicação da Lei n° 11.428 que regulamenta a Mata Atlântica e impede empreendimentos que causem destruição ao meio ambiente, caso do projeto de carvão vegetal da empresa JB Carbon S/A, na região da Serra Vermelha.
“O secretário Macambira já foi desmoralizado algumas semanas atrás com um artigo da promotora Carmem Almeida, que é especializada em direito ambiental pela PUC do Rio de Janeiro e já foi a curadora de Meio Ambiente do Piauí. Agora, foi a vez de uma cientista que pesquisa há 40 anos no Piauí confirmar a existência de Mata Atlântica no sertão. O que Dalton vai dizer agora?”, questiona o biólogo.
Para o representante da FURPA, o único argumento que o secretario de Meio Ambiente utiliza para afirmar que não existe a Mata Atlântica no Piauí, é um estudo realizado pelo professor da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Alberto Jorge. “O problema, é que esse estudo foi pago pelo empresário João Batista Fernandes, da JB Carbon, e os levantamentos foram realizados exclusivamente na área do projeto Energia Verde, na Serra Vermelha”, denuncia Francisco Soares.
Para o jornalista e ambientalista Dionísio Neto, da Rede Ambiental do Piauí (REAPI), o Piauí vai contra o restante dos estados brasileiros que sentem orgulho de possuir a vegetação de Mata Atlântica em seu território. “Só existe uma explicação para a atitude do secretário Dalton Macambira: interesses econômicos contrariados. Não é a toa que Dalton Macambira acaba de ser condenado pela Justiça Federal do Piauí”, finalizou.

DIA INTERNACIONAL DA MULHER


Fonte: Blog da Rosário
Foto: Lúcia e Ilná (mãe e irmã da Rosário, moradoras de Bacabal-Ma)


Neste mês, que nosso calendário marca o dia 08 de março, como o Dia Internacional da Mulher - o que é apenas mai uma convenção simbólica, decidi postar um poema de Patativa do Assaré, que mostra a mulher da forma mais profunda. Já conheço o poema, mas a última vez que o li foi do bloga da SAM e por isto agradeço, por ter nos brindado com poesia tão singela e ao mesmo tempo de tamanha abrangência : perpassa toda a trajetória da nossa vida - retrata os Ritos de Passagem em todos os seus aspectos - :nascimento, meninice, adolescência, juventude, fase adulta e finalmente, a morte. E todos estes ritos são acompanhados dos ensinamentos que vamos recebendo e preservando: o seio materno, as canções de ninar, as brincadeiras, os prazeres, as dores, o distanciamento e finalmente a separação... Cada um de nós teve suas "mães pretas..." - aquelas que nos encorajavam a enfrentar os medos e as dores. Estou completamente comovida com esta lembrança de trazer Patativa do Assaré, neste mês de mulheres e que será segudido pelo mês de mães e marias... Somos todas marias, marias, marias, mulheres, mulheres, mulheres, mãe, mães e mãe - as detentoras da sabedoria oral, aquelas que não precisam de assinaturas nem carimbos. Afinal, foram elas que ensinaram nosso poeta, Patativa do Assaré, a compor e cantar...


O coração do inocente,
É como a terra estrumada,
Qui a gente pranta a simente
E a mesma nace corada,
Lutrida e munto viçosa.
Na nossa infança ditosa,
Quando o amô e a simpatia
Toma conta da criança,
Esta sodosa lembrança
Vai batê na cova fria.


Quem pela infança passou,
O meu dito considera,
Eu quero, com grande amô,
Dizê Mãe Preta quem era.
- Mãe Preta dava a impressão
Da noite de iscuridão,
com seus mistero profundo,
Iscondendo seus praneta;
Foi ela a preta mais preta
Das preta qui eu vi no mundo.


Mas porém, sua arma pura,
Era branca como a orora,
E tinha a doce ternura
Da Virge Nossa Senhora.
Quando amanhecia o dia,
Pra minha rede ela ia
Dizendo palavra bela;
Pra cuzinha me levava
E um cafezim eu tomava
Sentado no colo dela.


Quando as minha brincadêra
Causava contrariedade
A minha mãe verdadêra
Com a sua otoridade,
As vez brigava comigo
E num gesto de castigo,
Botava os óio pra mim,
Mas porém, não me batia,
Somente pruque sabia
Qui mãe preta achava ruim.


Por isso eu não tinha medo,
Sempre contente vivia
Mexendo nos meus brinquedo
E fazendo istripolia.
Dentro de nossa morada,
Pra mim não fartava nada,
O meu mundo era Mãe Preta;
Foi ela quem me ensinou
Muntas cantiga de amô,
E brincá de carrapeta.


Se as vez eu brincando tava
De barbuleta a pegá,
E impaciente ficava
Inraivicido a chorá,
Ela com munta alegria,
Um certo jeito fazia,
Com carinho e com amô,
Apanhava as barbuleta;
Foi ela uma santa preta,
Que o mundo de Deus criou.


Se chegava a noite iscura
Com seus negrume sem fim,
Ela com toda ternura,
Chegava perto de mim
Uma coisa cochichava
E depois qui me bejava,
Me levava pra dromida
Sobre os seus braços lustroso.
Aquilo sim, era gozo,
Aquilo sim, era vida.


E despois de me deitá
Na minha pequena rede,
Balançava devagá
Pra não batê na parede,
Contando estes lindos verso
Qui neste grande universo
Ôtros mais belo não vi,
E enquanto ela balançava
E estes versinho cantava,
Eu percurava dromi.


Dorme, dorme, meu menino,
Já chegou a escuridão,
A treva da noite escura
Está cheia de papão.


No teu sono terás beijos
Da rosa e do bugari
E os espíritos benfazejos
Te defendem do saci.


Dorme, dorme, meu menino,
Já chegou a escuridão
A treva da noite escura
Está cheia de papão.


Dorme teu sono inocente
Com Jesus e com Maria,
Até chegar novamente
O clarão do novo dia.


Iscutando com respeito
Estes verso pequenino,
Eu sintia no meu peito
Tudo quanto era divino;
Nem tuada sertaneja,
Nem os bendito da igreja,
Nem os toque de retreta,
In mim ficaro gravado,
Como estes versos cantado
Por minha boa Mãe Preta.


Mas porém, eu bem menino,
Qui nem sabia pecá,
Os ispinho do destino
Começaro a me furá.
Mãe Preta qui era contente,
tava um dia deferente.
Preguntei o que ela tinha
E assim que ela oiô pra eu
Dois pingo d'água desceu
Dos óio da coitadinha.


Daquele dia pra cá,
Minha amorosa Mãe Preta,
Não pôde mais me ajudá
Nas pega de barbuleta,
Sem prazê, sem alegria
Dentro de um quarto vivia,
O dia e a noite intêra,
Sem achá consolação,
Inriba de seu croxão
De foia de bananera.


Quando ela pra mim oiava,
Como quem sente um desgosto,
A minha mão apertava
E o pranto banhava o rosto.
Divido este sofrimento,
Naquele seu aposento,
No quarto onde ela viva,
Me improibiro de entrá,
Promode não magoá
As dô que a pobe sintia.


Eu mesmo dizê não sei
Qual foi a surpresa minha,
Quando um dia eu acordei,
Bem cedo domenhãzinha
Entrei na sala e dei fé
Qui um magote de muié
Tava rezando oração;
E vi Mãe Preta vestida
Numa ropona comprida,
Arva, da cô de argodão.


Sinti no peito um cansaço,
Depois uns home chegaro
Levantaro ela nos braço
E numa rede botaro.
A rede tava amarrada
Numa peça perparada
De madêra bem polida,
E naquela mesma hora,
Levaro de estrada afora
Minha Mãe Preta querida.


Mamãe com todo carinho,
Chorando um bêjo me deu
E me disse - meu fiinho,
Sua Mãe Preta morreu!
E ôtras coisa me dizendo,
Sinti meu corpo tremendo,
Me jurguei um pobre réu,
Sem consolo e sem prazê,
Com vontade de morrê,
Pra vê Mãe Preta no céu.


O coração do inocente,
É como terra estrumada
Que a gente pranta a semente,
E a mesma nasce corada
Lutrida e munto viçosa;
Na nossa infança ditosa,
Quando o amô e a simpatia
Toma conta da criança,
Esta sodosa lembrança
Vai batê na cova fria.
Patativa do Assaré ( Antônio Gonçalves da Silva )




ACESSE AS ÚLTIMAS NOVIDADES EM:
Cordel de Saia
http://cordeldesaia.blogspot.come http://encontrocompoetas.blogspot.com/
II Encontro de poetas populares e Rodas de Cantoria
17 e 18 de março, no auditório do Museu de Folclore Edison Carneiro/CNFCP
Rua do Catete, 179

A MORTE DO CISNE - SE ELA DANÇA, EU DANÇO - PROGRAMA DA SBT

terça-feira, 1 de março de 2011

NOVO ESTATUTO DA ECT

O presidente dos Correios, Wagner Pinheiro de Oliveira, tem concedido entrevistas à imprensa sobre alguns temas de interesse dos empregados. Um deles é o novo Estatuto da empresa, cujos principais aspectos são esclarecidos neste Primeira Hora.

1) Conselho de Administração

Com o novo Estatuto, o presidente da empresa não será mais o presidente do Conselho, que será escolhido entre os quatro membros indicados pelo Ministério das Comunicações.

Outra novidade é que os empregados passarão a ter assento no Conselho de Administração por meio de um representante eleito pelos trabalhadores da empresa, obedecendo à lei 12.353, de 28 de dezembro passado, sancionada pelo ex-presidente Lula.

As atribuições do Conselho de Administração e da Diretoria serão enriquecidas, privilegiando as questões mais estratégicas.

2) Nova estrutura

A Diretoria Executiva dos Correios será composta da Presidência e de oito Vice-Presidências (no lugar das seis Diretorias atuais), com a criação de duas áreas novas, a Jurídica e a de Infraestrutura.

Enquanto o Conselho de Administração terá uma função mais estratégica e de longo prazo, a Diretoria Executiva cuidará das rotinas da organização, no seu dia a dia.

3) Transparência

A Auditoria interna dos Correios estará vinculada ao Conselho de Administração, que escolherá também uma auditoria externa permanente.

A partir da vigência do novo Estatuto, os Correios também serão obrigados a publicar os seus balanços até 30 de abril, como ocorre em empresas de capital aberto, para que toda a sociedade, e não apenas os órgãos de controle, conheça os resultados da organização.

4) Aquisição de empresas

O novo Estatuto abrirá a possibilidade para que os Correios constituam subsidiárias, tenham participação societária ou adquiram outras empresas. Por exemplo, a ECT poderá ser sócia minoritária em uma empresa de logística, de aviação aérea e até mesmo do “trem-bala Rio-São Paulo-Campinas”. Nesse caso, além de dar maior velocidade para o transporte de encomendas na região, este meio agrediria menos o meio ambiente e reduziria o número de acidentes e os custos operacionais dos Correios.

5) Agências no exterior

Outra mudança importante: os Correios poderão abrir agência própria no exterior, ampliando os negócios e facilitando a exportação dos produtos brasileiros, a comunicação entre as pessoas e a remessa de encomendas para o exterior.

6) Cessão de pessoas para cargos de confiança

Assim como já acontece em outras empresas públicas, com a reforma do Estatuto os Correios poderão trazer profissionais que são subordinados ao mesmo empregador: o Estado brasileiro. A cessão de funcionário da administração direta e indireta é normal no serviço público.

Atualmente, os Correios cedem 420 trabalhadores para Ministérios e para órgãos do Judiciário e do Legislativo. Já o número de cedidos para os Correios será insignificante, profissionais de quem o diretor ou a Presidência vão precisar, para casos específicos e muito bem definidos, em determinado momento.

Nos Estados também só poderá haver trabalhadores cedidos da administração direta e indireta do governo federal, o que significa que funcionários estaduais e das prefeituras não virão para os Correios.

7) Porque o Estatuto vai mudar

O Estatuto da ECT é muito antigo, da época da criação da empresa, em 1969.

O objetivo da mudança é fortalecer os Correios como uma grande empresa de logística do governo federal para que ela continue sendo o maior instrumento de integração nacional do Brasil.

8) Quando o novo Estatuto entrará em vigor

O documento já passou pela Diretoria da ECT, pelo Conselho de Administração da empresa e pelo Ministério das Comunicações. Agora, está tramitando no Ministério do Planejamento e na Casa Civil.

O mundo em rede

O mundo em rede

O mundo em rede

Fábio Barbosa
Os governos não estão conseguindo compreender e muito menos controlar a rede de informações
A INTERDEPENDÊNCIA veio para ficar e já está alterando, há algum tempo, a relação entre os países.
Tendências como os fluxos migratórios, problemas ambientais e crises financeiras têm passado por cima das fronteiras, demonstrando até pouco respeito à independência de cada país.
Uma crise num mercado se alastra rapidamente para outro e, portanto, aumenta a necessidade de
coordenação entre os países. Acordos financeiros globais são negociados em Basiléia, acordos ambientais, em Kyoto e em Copenhague, e negociações sobre fluxos migratórios são tratadas entre blocos econômicos, quando não através de (frustradas e frustrantes) construções de muros.
A independência de um país para definir o destino dentro dos seus domínios está sendo cada vez mais abalada pela interdependência que se sobrepõe. Os governos não estão aparelhados para lidar com essa crescente onda de problemas supranacionais e só agora começam verdadeiramente a buscar novos caminhos, pressionados pelos novos tempos.
A notícia é que a interdependência será cada vez maior, goste-se ou não. Com 5,3 bilhões de celulares no mundo e com cerca de dois bilhões de pessoas conectadas pela internet (dados da União Internacional de Telecomunicações), a comunicação está mais rápida do que nossos padrões de conhecimento conseguem compreender. Isso impacta a todos, mas se dá de forma mais acentuada, claro, entre os jovens.
Um fato recente que tem chamado muito a atenção é o que está acontecendo em vários países do
mundo árabe. Não vou explorar o aspecto político, mas destacar o papel dos jovens na mobilização da sociedade pelas redes sociais. Foi com esse mecanismo pouco estruturado, mas muito eficiente, que concentrações enormes foram articuladas.
Da forma como estão organizados, os governos também não estão conseguindo compreender e muito menos controlar essa rede de informações. É tudo muito rápido e muito fluido. Os tempos do que se chamava de "comando e controle" estão ficando para trás.
Caso recente e ilustrativo é o de alguns congressistas de países ocidentais que ficaram perplexos com os acontecimentos no mundo árabe.
O foco dessa perplexidade, porém, não é no que aconteceu em si, mas em como lidar com essa nova situação em que a informação sobre as mobilizações chega diretamente a eles e a todos, via redes sociais, antes mesmo que seus sofisticados serviços de informação secretos tenham tido tempo de saber, entender e interpretar.
O fenômeno das redes sociais impacta também as empresas e, por conta disso, elas precisam aprender a tratar com novas mídias dentro de casa (blogs) e nas relações com o mercado (Facebook, internet, blogs e Twitter).
A fonte de notícias não é mais somente a mídia tradicional. Além de TVs, jornais, revistas e rádio, a divulgação das informações também já está definitivamente on-line, pulverizada e democratizada. Novos tempos.
Muitos hábitos dos jovens também estão mudando por conta disso e sua fonte de informações é muito diversa. Por exemplo, no caso de produtos e serviços, os jovens se informam não só pela propaganda dos anunciantes, mas querem saber pelas redes sociais o que seus amigos acham da experiência que tiveram com determinado produto ou serviço.
Difícil dizer quais serão as implicações de todas essas mudanças.
Arrisco-me, porém, a dizer que serão mudanças muito positivas, pois teremos mais transparência, mais participação, mais engajamento.
Vejo os jovens do mundo inteiro ávidos por serem protagonistas desse mundo interdependente, contando agora com um instrumento de comunicação e participação -as redes sociais- que é formado por eles, consolidando, agora, sim, a aldeia global. Com a boa-nova de que esses jovens estão conectados de maneira mais intensa e com consciência social e ambiental maior do que a geração anterior.
O mundo já está e ficará ainda mais transparente e interdependente. E isso é uma excelente notícia.
FÁBIO COLLETTI BARBOSA, 55, administrador de empresas, é presidente do conselho de administração do Banco Santander.