terça-feira, 29 de maio de 2012

MEDO DO ESCURO

Hoje quero lhe falar de algo inusitado ou muito falado, não sei. Depende de como você encarar.
A verdade é que nós somos responsáveis pelos nossos atos, nós somos donos da nossa vida e nós decidimos como e onde vamos viver.
Você já teve medo do escuro? Eu já tive. E o medo iniciou quando eu ainda era criança que via um cobertor do meu pai, no Maranhão. Imagina cobertor no Maranhão, mas às vezes acontece. Sim, eu o via, devido à sua padronagem, como se estivesse coberto por aranhas enormes...e tive não medo, pavor, paúra.
E hoje, às vezes, nós, já bastante adultos, ou pouco adultos, temos medo de coisas mais simples. Tive um aluno na universidade que não tinha coragem de falar em público. Como eu trabalhava com painéis e discussões em grupo, o aluno estava se saindo mal e eu não entendia, até o dia em que uma psicóloga me contou que conhecia a mãe dele e que ela havia marcado uma consulta para o filho dela se livrar desse medo de falar em público. Imagina, um jovem inteligente e que tinha esse bloqueio. Muitas pessoas têm medo de errar e passam a vida sem se arriscar, sem se aventurar pelo desconhecido, simplesmente porque não querem errar.
Então resolvi colocar no meu blog um assunto sério sobre esse assunto. Não vou discorrer sobre as razões do medo, esse assunto é para psicólogos. Só vou dizer que você pode vencer o seu medo, confiando em Deus. O Antigo Testamento está repleto de exemplos dessa categoria. Poderíamos, nesse momento, para não ficarmos trabalhando em tese, citar o que encontramos no livro de Juízes.

Os midianitas dominavam os filhos de Israel por sete anos, prevalecendo sobre estes. Os filhos de Israel, em razão disso, construiram, para se esconder e sobreviver, covas nos montes, cavernas e fortalezas. Ou seja, eles estavam cuidando de se defender, pois estavam com muito medo. Estavam no papel de vítima e não no de protagonista da história. Toda vez que havia colheita em Israel, os midianitas, juntamente com outros inimigos, vinham contra o povo de Deus e destruiam todo o produto da terra, além de alimarias, como jumentos, ovelhas ou bois.
Nessa situação de opressão o povo de Israel se lembrou do seu Deus e clamou a ele. A resposta de Deus foi dada no momento em que Deus enviou um anjo a um jovem que estava simplesmente cuidando de esconder o trigo, seu principal alimento, para o salvar dos midianitas. Ou seja, numa atitude de medo, de covardia, de falta de coragem para enfrentar o inimigo. E como foi a saudação do anjo a esse rapaz que estava se escondendo? O anjo do Senhor o saudou com as seguintes palavras: "O Senhor é contigo, homem valente".
Ao que Gedeão deve ter, após olhar em volta, perguntado: "Você está falando comigo?"
Vejamos como Deus nos vê, como Deus sabe o que temos no nosso interior. O homem cuidando em esconder a comida, numa atitude de covardia e o anjo o chama de "homem valente".
Gedeão, o jovem de quem estamos falando, lembra o fato de estarem oprimidos pelo inimigo, ou seja, se queixa, ao que o anjo simplesmente responde:
"Vai nessa tua força e livra a Israel da mão dos midianitas. Não enviei eu?"
Mais uma vez o jovem se desmerece, dizendo que é pobre e que é o menor da casa do seu pai, ao que o anjo responde, e dessa vez não aceita contestação:
"Eu hei de ser contigo, e tu ferirás aos midianitas, como a um só homem." Agora, leia você o texto abaixo e reflita.

Nenhum comentário: