terça-feira, 26 de junho de 2012

COMO SERÁ O AMANHÃ

A Central Intelligence Agency of the United States of America, a famosa CIA, publicou, em 2009,  um relatório, que no Brasil foi editado com prefácio do jornalista Heródoto Barbeiro, em que são discutidas questões como: O fim do império americano; China, Índia e Brasil: as potências do futuro; Guerras por água e alimentos; Brasil gerando empresas nacionais e globalmente competitivas; Grupos e minorias terão poder bélico considerável; Brasil: potência regional e líder e O mundo terá uma grande classe média.

Interessante é perceber como uma prospecção em termos de futuro pode ser bastante aproximada da realidade em uma ambiente de turbulência e mudança.
Colocamos a título de exemplo um dos problemas citados referentes ao Brasil e à forma de encarar o futuro deste país. Copiado do retatório essas palavras abaixo retratam a situação do país na atualidade.

 "O progresso em temas sociais, como a redução do crime e da pobreza, tende a exercer um papel decisivo na determinação do status futuro da liderança do Brasil. Sem avanços na execução da lei, até mesmo o rápido crescimento econômico será interrompido pela instabilidade resultante do crime e da corrupção persistentes. Também serão necessários mecanismos para incorporar uma parte cada vez maior da população na economia formal para reforçar o status do Brasil como moderna potência mundial."

Nenhum comentário: