segunda-feira, 25 de março de 2013

FALA MARINA

Fala de Marina no Acre, publicada no Jornal Folha de São Paulo de 25.03.2013

Durante a visita, Marina ressaltou que o partido é apenas uma ferramenta do movimento, que está agregado e integrado. "Por isso, digo que o nome Rede tem dois trilhos: o da Rede partido, que é uma ferramenta; e o da Rede movimento, que é muito maior do que o partido. Nesse momento nós somos integrados como uma comunidade de pensamento, em torno dessa visão de desenvolvimento, de pessoas que estão buscando e criando um novo ativismo, que chamo de ativismo autoral", diz.

Segundo a ex-ministra, trata-se de um ativismo que parte do desenvolvimento das pessoas, daquele cidadão que se coloca como sujeito e não como espectador dentro de um espaço político amplo.

"O esforço é transformar esse autoral em coautoral, o individual em projeto coletivo. Na realidade do Brasil essa integração já existe, tanto que ficamos dois anos como movimento. É apenas uma pequena parte do movimento que está se transformando no partido", garante.

Marina Silva destacou ainda que a passagem por Rio Branco serviu também para a promoção de um encontro com o intuito de discutir as propostas e, com isso, criar a possibilidade de estabelecer o programa da Rede. O debate ocorreu no Cine Teatro Recreio.

"Vamos fazer os seminários com os diferentes setores da sociedade e partir daquelas diretrizes de 2010 e estabelecer o programa da Rede até o próximo congresso, que deve ser realizado no próximo ano", comenta.

Nenhum comentário: