terça-feira, 3 de dezembro de 2013

VIRUS EM GELADEIRAS, FOGÕES, BATEDEIRAS, MÁQUINA DE LAVAR E OUTROS

Em algum momento de 2016, depois do almoço com os filhos, a mãe resolve fazer um bolo. Com alguns toques no monitor da geladeira conectada à internet, ela baixa uma receita. Liga a batedeira, que recebe, pela conexão Wi-Fi, instruções para bater a massa por 10 minutos. Mas o eletrodoméstico, infectado por um vírus, mistura os ingredientes por menos tempo. O bolo fica ressecado e sem sabor. A cena parece de um futuro distante, mas especialistas acreditam que isso está próximo de acontecer, porque a era dos dispositivos conectados está quase aí. Quando a chamada internet das coisas for uma realidade, os malwares que infernizam a vida dos usuários de PC poderão danificar o funcionamento de eletrodomésticos e dos carros inteligentes ou ainda de qualquer outro dispositivo conectado à web. "Não escaparemos disso", diz Fabio Assolini, especialista em segurança da empresa de antivírus Kaspersky.


Clique no link abaixo da foto, para ser direcionado ao artigo.

O antivírus do futuro | INFO

Nenhum comentário: