sábado, 11 de janeiro de 2014

A CRISE DE SEGURANÇA DO MARANHÃO

Leonardo Cavalcanti, na coluna Nas Entrelinhas do Correio Braziliense de 11 de janeiro de 2014, mostra uma conexão simbiótica entre o Governo Federal e o Governo do Maranhão, mais especificamente, a família Sarney, no Maranhão, uma vez que durante o curto período do governo do Jackson Lago, o Governo Petista se afastou daquele estado.

Copiando o jornalista: "Há uma simbiose entre os governos federal e do Maranhão exposta de forma definitiva com a crise da segurança pública no estado nordestino um dos mais pobres do país a partir de todo e qualquer índice honesto.

A ligação entre os mandatários dos palácios do Planalto e dos Leões tem 11 anos, desde a primeira vitória presidencial de Luiz Inácio da Silva, e só foi interrompida por um curto período, com a eleição de um adversário dos Sarney."

Com a crise de segurança do Maranhão ficou mais evidente essa ligação. O governo federal anunciou a criação de um comitê para estudar a questão e a revisão das penas dos detentos da penitenciária de Pedrinhas, que deveriam já ter saído e continuam lá, contribuindo para aumentar a lotação do presídio. O reconhecimento desse último fato, demonstra o conhecimento de uma má gestão do Estado. Demonstra que todos ficaram sabendo da incompetência do Estado. E, apesar disso, a medida foi considerada como genial...Ah! vamos mudar a situação...vamos analisar caso a caso dos detentos em Pedrinhas. Precisaria a ida de um Ministro da Justiça no Estado para saber disso? É só isso que ele propõe?

Para completar, eu não ouvi, mas acredito mesmo que a governadora tenha dito a tal frase: "Um dos problemas que está piorando a segurança é que o estado está mais rico, o que aumenta o número de habitantes".

Alguém aí se lembra das histórias anedóticas de médicos que dizem que o hospital estaria ótimo se não fosse pelos doentes, ou de professores que dizem que a escola estaria muito bem, sem os alunos?

Ou, indo bem mais atrás, alguém se lembra do dito pitoresco de Maria Antonieta, quando o povo reclamava da falta de pão? - "Não tem pão? Come brioche."

Pois é, senhora governadora, não mate os maranhense de vergonha, pois, existe vida inteligente no Maranhão, a senhora sabia?

Pior do que esta declaração só a da Presidenta, no Twitter, tranquilizando a Nação: "Tenho acompanhado com atenção a questão da segurança no Maranhão. Em dezembro determinei o envio da Força Nacional para apoiar as ações do Maranhão".

A Força Nacional vai fazer o quê? Pacificar o Maranhão, como "pacificou" as comunidades no Rio de Janeiro?

Um comentário:

Unknown disse...

Quer dizer que é o PT culpado pela crise no MA, A quadrilha Sarney há 50 anos no comando do estado e a culpa é do PT, só gente idiota pra acreditar nessa estória(com e) a mídia golpista e suja nunca creditou essa calamidade aos outros partidos que tiveram parceria com a quadrilha, o PMDB que Sarney foi líder do Tucano FHC no Senado e agora a culpa é do PT, esse panfleto Correio Braziliense do Roriz FICHA SUJA pensa que representa a opinião pública, não leio,não compro e pra mim não serve nem pra enrolar peixe em feira.
abraços