sábado, 11 de janeiro de 2014

CONDICIONANTE DO FUTURO: ECONOMIA

Vamos continuar extrapolando e pensando em como será o futuro para o Brasil ou vamos mudar esse futuro e fazer o que tem que ser feito agora?

As condicionantes de futuro para o Brasil 2040

1. O sistema internacional será global e multipolar.

Devido a potências emergentes, uma transferência histórica da riqueza relativa e do poder econômico do Ocidente para o Oriente e devido à crescente influência de atores que não são Estados.

2. Problemas relacionados a recursos serão proeminentes na agenda internacional.

O crescimento econômico continuará a colocar pressão em diversos recursos altamente estratégicos, entre os quais energia, alimentos e água e a demanda projetada deverá superar facilmente os recursos disponíveis.

O Banco Mundial estima que a demanda por alimentos crescerá em torno de 50% por volta de 2030, por conta do aumento da população.

A falta de acesso a suprimentos estáveis de água está chegando a proporções críticas, particularmente para o fim agrícola.

3. A mudança climática deve exacerbar a escassez de recursos.

Para muitos países em desenvolvimento, o decréscimo da produção agrícola será devastador, pois a agricultura é responsável por uma grande porção das suas economias e muitos dos seus cidadãos vivem em níveis de subsistência.

4. A crise econômica mundial evitará grandes avanços na área econômica

Com o crescimento da China, que se transformou no "motor do mundo", arrefecendo nos últimos anos, há um risco crescente de que se mantenha a crise econômica mundial que se iniciou em fins de 2007 com a crise do suprime e a "bolha imobiliária" nos Estados Unidos, e que até 2013 ainda persistia, com quebras de instituições financeiras, de instituições de previdência públicas e privadas, desemprego e outros ainda sem solução em diversos países da Europa e da América.

5. Mudanças no mercado de trabalho, em função da consolidação da "sociedade do conhecimento";

6. Perda de competitividade, queda do ritmo de crescimento, aumento das desigualdades e tensões sociais, o que ocasionará perda de posição do Brasil frente aos outros países emergentes;

7. Pobreza, desigualdade e violência urbana, com disseminação para o espaço rural e repercussões sobre a atração de capitais e a imagem do país.


Nenhum comentário: