segunda-feira, 30 de junho de 2014

FILHOS DE DEUS

O livro de Deuteronômio, no seu capítulo 14 e verso 1, diz: "Filhos sois do Senhor vosso Deus; não vos cortareis a vós mesmos, nem abrireis calva entre vossos olhos por causa de algum morto".

Ora, o que vemos aí é que a nossa relação com Deus é muito mais afetuosa do que aquela que havia entre os antigos e seus deuses. É dito ao povo de Israel que ele é filho do seu Deus. E acredito que aquelas pessoas sabiam que um filho é um ser a quem o pai ama. Esse pai não está de olho no filho pra que o castigue caso faça alguma coisa contra a sua vontade, mas está ali para ensiná-lo a seguir o caminho do bem, porque também o pai quer o filho perto dele e que o filho feliz e abençoado.

O mesmo livro de Deuteronômio, no mesmo capítulo e verso seguinte diz:"Porque tu és povo santo ao Senhor teu Deus, e o Senhor te escolheu para lhe seres o seu próprio povo, acima de todos os povos que há sobre a face da Terra".

Vemos aí uma relação de intimidade e que o Senhor Deus de Israel tem uma atenção toda especial para com o seu povo e para isso pretende lhe dar um lugar de destaque no meio dos outros povos.

Já no livro de Salmos, no capítulo 103 e versículo 13, o salmista Davi, que era um homem segundo o coração de Deus, diz:"Como um pai se compadece de seus filhos, assim o Senhor se compadece daqueles que o temem".

O salmista faz uma alusão, uma comparação do sentimento de Deus ao sentimento de um pai, porque Deus é nosso Pai. Então, se queremos entender o seu sentimento para com o povo de Israel, é mister compará-lo com algo que conhecemos que é o sentimento de um pai natural.

Que Deus é o Pai da Nação de Israel já não temos dúvidas. Agora, quanto à nós, o importante é que Ele nos adotou e temos testemunhos de pais adotivos que dizem ser este amor igual ou maior do que o que dedicam aos filhos biológicos, pois aqueles foram escolhidos por ele, para lhes ser por pai. E nós temos a filiação a Deus, por meio de Nosso Senhor Jesus Cristo, que veio em carne a esse mundo para nos redimir e nos ligar ao Pai Celestial.

Então, a única coisa que temos que ter em mente é o amor de Deus Pai Todo Poderoso, que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que crê não pereça, mas tenha a vida eterna, conforme nos diz João, no versículo 3:16 do seu evangelho. Se tivermos em mente e nos nossos corações que Deus nos ama, não teremos medo, pois Ele nos deu a promessa que estaria conosco, todos os dias da nossa vida e nos pegará no colo, quando precisarmos. Se tivermos uma dor, podemos falar com Ele e sabemos que fará coisas infinitamente maior do que pedimos ou pensamos.

Nenhum comentário: