segunda-feira, 2 de junho de 2014

O que será o amanhã...

" a vontade humana é capaz de influenciar o futuro de forma a favorecer o desejável e esta capacidade fundamenta uma obrigação moral de refletir sobre o futuro e sobre as suas trajetórias possíveis." Michel Godet.

Estamos vivendo épocas conturbadas. Como vivemos no Brasil, achamos que o problema maior encontra-se aqui, com crises morais, falta de valores, violência urbana, propagandas políticas falsas e desencontradas.

No entanto, se olharmos para o resto do mundo, o panorama não é mais animador. Já houveram épocas em que as palavras de ordem foram: "Brasil, ame-o ou deixe-o!" Hoje não é isso o que nos interessa. O que nos importa é construir um futuro em que os nossos filhos possam viver e ser felizes, aqui no Brasil. Assim, importa a nós, a cada um de nós, levantar do sofá, sair do comodismo e se importar, e se importar muito mesmo, com os destinos políticos da nossa nação. Desculpem-me os teóricos, os formadores de opinião que ficam a engrossar uma crítica ao governo atual sem apresentar soluções para um governo futuro. Queremos sim, uma nova forma de fazer política e vamos tentar, até acertar. Vamos estudar, vamos criticar, mas apontando soluções, ou procurando soluções e não vamos temer o futuro e sim recriá-lo, quantas vezes forem necessárias.

Eu acredito nas pessoas de bem que existem nesse país. E estas pessoas não são poucas, pessoas interessadas em mudar o estado atual em que nos encontramos sem destruir o que já construimos, mas compondo, se encontrando, se procurando, somando. Vamos montar esse enorme quebra-cabeças, chamado Brasil.

Nenhum comentário: