quarta-feira, 10 de setembro de 2014

TRAGO-LHES BOAS NOTÍCIAS

Brasília está florida. E, para nós, que aguentamos todo o período de seca, em que as árvores retorcidas pareciam desfalecer sob um causticante sol, típico de regiões desérticas, essa alegria enche-nos o coração.

Sentimo-nos mais vivos, mais dinâmicos, mais ligados e mais felizes.

Coincide neste ano, esta explosão de sentimentos, com a oportunidade de fazermos chegar também um tempo de primavera nas condições políticas e sociais do nosso querido Brasil.

Estamos todos imbuídos da esperança no término de um período de medo, de descrença e desesperança na posição política do país e na chegada do que estamos chamando de ativismo autoral. Tempo em que nós, os brasileiros, das cidades e dos campos, poderemos expressar o nosso sentimento, os nossos anseios e realizarmo-nos como pessoas, ao tempo em que estaremos contribuindo para uma mudança de atitude do governo em relação aos governados.

Acabou o tempo da perdição, em que nos eram oferecidos bens como se fossem favores, em que estávamos atrelados às decisões de supostos favorecedores do nosso destino.

Nós vivemos em uma democracia e é assim que queremos viver.

Nós temos o direito de participar das decisões que afetarão o nosso destino e o dos nossos filhos. Nós podemos, com nossas mãos, com nossos cérebros e com o nosso coração, traçar o nosso destino.

Aprouve a Deus que nesse momento de transformação pudéssemos contar com uma líder saída das fileiras do povo, com a tradição e o caminho comum de qualquer um de nós, não importando o lugar do nosso nascimento nesse nosso torrão natal.

É nos dada uma oportunidade, e não a vamos desprezar por medos injustificados, insuflados por aqueles que se jactam de experientes e que querem nos impor uma experiência que é somente deles. Acreditamos que o caminho é a própria meta. É portanto nesse mister de caminhar que vamos desbravar novos modos de viver, de experienciar modos alternativos de alcançar nossos objetivos. Queremos ser os autores da nossa própria caminhada.

Aceitamos uma líder, uma das nossas, mas não aceitaremos caminhos traçados por outros.

Que venha a Marina, nessa primavera do Brasil.

Somaremos com ela, e a força da sinergia será maior que a tão propalada falta de experiência ou de quadros próprios. Como muitas vezes a nossa representante já falou, somaremos com pessoas de todos os partidos, e saibam que isso é democracia.

Estamos abertos ao novo e estamos prontos, com alegria e entusiasmo no coração.


2 comentários:

PAULOHENRIQUE & ROBERTA CAVALCANTE disse...

Parabéns pelo emotivo texto, espero que todos da "Rede" compartilhem desse entusiasmo, pois só assim viveremos um período de longa e próspera primavera!!!!

Ana Rosa Carvalho de Abreu disse...

Legal amigo. Gostei de você ter lido.
Abraços